<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6107247\x26blogName\x3dassocia%C3%A7%C3%A3o+de+radicais+pela+%C3%A9tica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://radicaispelaetica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://radicaispelaetica.blogspot.com/\x26vt\x3d-4802541920765737602', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

quarta-feira, fevereiro 23, 2005

A propósito de um post colocado no Anarca

Há uma história que me foi transmitida e que envolve alguns dos princípios que um dia subscrevemos por aqui. E na história estão em questão o 7º princípio... Não virar a cara em face de cunhas, feudos, compadrios, injustiças, nepotismos, discriminações intoleráveis, negligências e falta de profissionalismo, é um acto louvável"

o 12º ..."Não nos apropriarmos de méritos alheios é uma regra básica de convivência entre pessoas"

e seguintes..."A exposição e denúncia pública de violações graves dos princípios anteriores constitui-se num dever de cada cidadão que queira preservar um nível adequado de saúde mental; Ficar em silêncio perante a violação dos princípios anteriores é um acto de cobardia, de cumplicidade e de encobrimento. Ficar em silêncio perante o silêncio de outros, que resulte de medo razoável perante possíveis e admissíveis consequências das suas acções de denúncia é particularmente incompreensível"


A história envolve uma das formas mais vis, miseráveis de apropriação e utilização em proveito próprio do trabalho e mérito dos outros... Algumas pessoas do instituto público parecem querer reagir mas aparentemente estão aterrorizadas pela potencial devastação da sua carreira. Aparentemente a personagem em questão é vingativa e mesquinha. E, infelizmente, poderá estar em condições de exercer fortes represálias sobre aquela gente. Represálias cobardes e traiçoeiras.

Eu pela minha parte sinto-me envergonhado por viver num país em que um verme coliforme fecal destes triunfa. E, parece que triunfará.... E, confesso, também me sinto um bocado triste por não ousar chamar o boi...

segunda-feira, fevereiro 21, 2005

Profético...



"Quem está à espera que Santana Lopes, perante um mau resultado ou até uma catástrofe, dignamente se demita na noite de 20 de Fevereiro vai ter uma surpresa (...)

...Para remover Santana, será necessário que o arrastem aos berros para o meio da rua.
"


VPV (24/1/05)

sexta-feira, fevereiro 11, 2005

E agora uma nota realista- serviço público na Blogosfera


Um exemplo de “jornalismo blogosférico” sério a ler aqui: notícias a la carte

À borla e apenas com esta breve publicidade zaziniana-radical.

quinta-feira, fevereiro 10, 2005

horizonte radioso: uma nota de esperança para um futuro que se avizinha


"Listen, lad. I built this kingdom up from nothing. When I started here, all there was was swamp. Other kings said I was daft to build a castle on a swamp, but I built it all the same, just to show 'em. It sank into the swamp. So, I built a second one. That sank into the swamp. So I built a third one. That burned down, fell over, then sank into the swamp. But the fourth one... stayed up! And that's what you're gonna get, lad: the strongest castle in these islands
."

quarta-feira, fevereiro 09, 2005

Sentença do dia e para os que se seguem


Our two weapons are fear and surprise... and ruthless efficiency...
Our THREE weapons are fear, surprise, and ruthless efficiency... and an almost fanatical devotion to the Pope...

terça-feira, fevereiro 08, 2005

O frete parte II: É carnaval, ninguém leva a mal...


E a brincadeira do dia foi postada no Blasfémias:

Cavaco desmente qualquer coisa

Disseram que Cavaco Silva disse qualquer coisa. Agora fontes próximas do próprio dizem que ele desmente ter dito qualquer coisa. Não se percebe se Cavaco pensou qualquer coisa, mas não disse. Ou se pensou, disse e desmente que tenha dito. Ou se nem sequer pensou. Ou se pensou, mas só disse à Maria Cavaco Silva

voltar ao início Site Meter