<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6107247\x26blogName\x3dassocia%C3%A7%C3%A3o+de+radicais+pela+%C3%A9tica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://radicaispelaetica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://radicaispelaetica.blogspot.com/\x26vt\x3d-4802541920765737602', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

quinta-feira, dezembro 04, 2003

Celulazinhas e outros jogos

Na sequência das bocas sobre "células estaminais", comentei no Anarca Constipado:
A "discussão" sobre a investigação sobre células estaminais é um disparate: é uma inevitabilidade, e eticamente muito menos dúbia ou condenável que muita que foi subsidiada (PRAXIS e Cia); aliás, contam-se pelos dedos os artigos subsidiados/produzidos que alguma vez são citados por alguém cientificamente credível.

Claro, o Sobrinho-Simões e a sua tribo, o Quintanilha... mais um ou 2... cadê os outros?

O Stephen Hawking, suponho que há um ano ou 2, afirmava que a manipulação genética do ser humano é necessária e desejável, ou é "comido" pelas máquinas que cria... (e não só no xadrez!).

Não era a "clonagem" o assunto (aliás, um "papão" para aterrorizar a pova ignara...) e um bom porco geneticamente compatível comigo pode dar-me um coração utilizável, além de aproveitar as febras...


As perguntas que ficam: quem tem medo da manipulação de genes e porquê? Pode a necessidade condicionar a Ética?

As imbecilidades do estilo "trabalhadores com 8 braços", "soldados hiper-resistentes", "clones de gajas/os mais sexys" ficam bem em filmes rascas de ficção (ou papers?) mas sao faits divers.

comentários

<< Home

voltar ao início Site Meter